Fechar imagem

Notícias

Mais lidas

  • Cineasta apresenta ao prefeito projeto para gravar filme em Formiga
  • Na sexta-feira, serviços municipais voltarão a ser oferecidos normalmente às 13 horas
  • Saae troca tubulação na Rua Marechal Deodoro
  • Prefeita de Córrego Fundo vem a Formiga conhecer o Banco de Alimentos
  • Caic promove palestra sobre o uso consciente dos recursos hídricos
  • Semana da Saúde no IFMG começa hoje

21/06/2012 15h39

CULTURA

Prefeitura constrói Pelourinho no bairro do Rosário

A Administração Municipal está construído um monumento com 3,26m de altura nas imediações da Praça José Barbosa Júnior.

Jéssica de Souza

Prefeitura constrói Pelourinho no bairro do Rosário
Projeto do monumento

A Administração Municipal está construído um monumento com 3,26m de altura nas imediações da Praça José Barbosa Júnior.

De acordo com o prefeito Aluísio Veloso, o monumento, que é chamado “Pelourinho”, está sendo construído para marcar um importante fato histórico acontecido no município: o último enforcamento realizado no país.

O último enforcamento

A última condenação e execução por enforcamento no Brasil aconteceu em Formiga no dia 12 de outubro de 1842, na Rua do Sabão. José dos Santos Leão e Luiza Maria da Conceição receberam a pena máxima, que se tornou a primeira e última decretada na Vila Nova de Formiga.

A condenação se deu porque José dos Santos Leão assassinara com dois golpes de faca, Francisco das Chagas Gago. O assassino, que abandonara a profissão de carpinteiro, em Itabira do Mato Dentro, chegando a Vila Nova de Formiga, pediu pousada na casa de Gago, onde dormira no quarto do casal e cometeu o crime.

Luiza Maria da Conceição, então mulher da vítima, presa pelo inspetor de polícia Francisco Rodrigues de Souza, negou que houvesse mantido relações sexuais com o assassino, mas acabou sendo indiciada como autora intelectual do assassinato.

A acusação foi oferecida pelo promotor Camilo Querubino Epifânio Fonseca.. Após a votação dos jurados, o juiz Pantaleão José da Silva Ramos, proferiu a sentença, condenando os réus José dos Santos Leão e Luiza Maria da Conceiçãoà pena de morte.

Mandados a novo julgamento, por falta do cumprimento de alguns dispositivos legais, em 7 de outubro, o Conselho confirmou a decisão do mesmo júri. Então o juiz Pedro da Costa Fonseca mandou realizar a execução, solicitando à Câmara que erguesse a foca. Em 12 de outubro, o réu foi executado. A execução de Luiza foi suspensa em virtude do atestado de gravidez que

apresentou.

Algum tempo depois, comprovou-se que ela não estava grávida e o juiz municipal Pedro da Costa Fonseca acabou sendo denunciado como conivente na fuga da ré condenada à morte. O juiz em questão, suicidou-se no dia 1º de maio de 1850. O juiz Pedro da Costa Fonseca era natural da cidade de Pitangui-MG e as denúncias contra ele foram sustentadas pelo promotor João de Souza

Gonçalves, que descobrira a falsidade no atestado de gravidez apresentado pela condenada que, tendo a execução de sua pena adiada, acabou empreendendo fuga.

Pelourinho

O Pelourinho, popularmente designado também como picota, é uma coluna de pedra colocada num lugar público de uma cidade ou vila onde eram punidos e expostos os criminosos.

    Compartilhe

     
    Prefeitura Municipal de Formiga