Fechar imagem

Notícias

Mais lidas

  • Entidades se manifestam sobre o trabalho do Banco Municipal de Alimentos
  • Prefeitura lança processo seletivo para farmacêutico e agente comunitário de saúde
  • Banco de Alimentos de Formiga é destaque em revista de circulação nacional
  • Prefeito participa de eleições no Colégio Corujinha
  • Prefeitura realizará dois concursos na Rede Municipal de Ensino
  • Segundo dia da Conferência da Cidade é hoje: não deixe de participar

16/03/2018 20h44

Inaugurada Casa de Apoio a Formiguenses em Belo Horizonte

Cerca de 60 personalidades formiguenses, entre políticos, empresários, funcionários da Prefeitura e familiares e amigos de Antônio Cajuru participaram da solenidade

Inaugurada Casa de Apoio a Formiguenses em Belo Horizonte
O prefeito Eugênio Vilela e a esposa de Antônio Lima Fernandes, Eliana Geralda Lima

A tão sonhada Casa de Apoio a Formiguenses em Tratamento Fora do Domicílio Antônio Lima Fernandes (Tonho Cajuru) foi inaugurada hoje, por volta das 10h30, em Belo Horizonte. Cerca de 60 personalidades participaram da solenidade, que teve momentos de alegria e emoção.

Estiveram presentes o prefeito Eugênio Vilela; a primeira-dama Márcia Arantes; o vice-prefeito Cid Corrêa; o presidente da Câmara Municipal Evandro Donizete (Piruca) e os vereadores Cabo Cunha, Sandrinho da Looping, Wilse Marques, Flávio Martins e Flávio Couto; os secretários municipais Jaderson Teixeira (Desenvolvimento Humano), Alisson Sá (Desenvolvimento Econômico), Rômulo Cabral (Regulação Urbana); Giovana Borges (Gestão Ambiental); Denise Mota (Saúde); Thiago Pinheiro (chefe de Gabinete); familiares de Antônio Cajuru, nas pessoas da esposa Eliana Geralda Lima, os filhos Vinícius José Lima e César Augusto Lima, o cunhado Itamar Antônio Silva, os irmãos Divino, Zezé e Aparecida e sobrinhas, o juiz de Direito Carlos Donizetti, que era amigo e vizinho do homenageado, entre várias outras personalidades formiguenses.

O diretor de comunicação da Prefeitura, Sandro Figueiredo, conduziu o cerimonial. O primeiro a discursar foi o secretário de Desenvolvimento Humano, Jaderson Teixeira, que contou com o auxílio de sua equipe para montar a Casa de Apoio. Ele agradeceu aos servidores que se empenharam no trabalho e parabenizou o prefeito pela iniciativa desse serviço social. Depois, foi a vez da secretária de Saúde, Denise Mota, que também ressaltou a boa ação do prefeito em criar essa obra.

Em seguida, o juiz de Direito Carlos Donizetti foi convidado a se pronunciar. Com olhos marejados de emoção, ele falou da importância de Antônio Cajuru para ele como amigo e para Formiga como empresário e cidadão formiguense. A esposa do homenageado, Eliana Geralda Lima, também emocionada, discursou durante a solenidade. Segundo ela, ter a Casa de Apoio com o nome do marido é uma honra e um reconhecimento por tudo que ele já fez por Formiga.

O vice-prefeito Cid Corrêa e o presidente da Câmara, Evandro Donizete, também se pronunciaram, assim como o vereador Cabo Cunha, que afirmou que há mais de dez anos vinha buscando ajuda de ex-gestores do município para a criação da casa, mas sem sucesso. Ele parabenizou Eugênio pela sensibilidade em criar essa obra que vai ajudar muitos formiguenses.

Por último, o prefeito usou a palavra, agradecendo a todos pela presença e ressaltando que o dia de hoje era especial com a inauguração de uma obra tão esperada pela população e que leva o nome de um grande formiguense. “Essa Casa de Apoio era um compromisso da nossa Administração. Estou muito feliz por concretizar o sonho da população de nossa cidade e agradecido pelo empenho das secretarias de Desenvolvimento Humano e Saúde em colocar esse projeto para funcionar.”

A solenidade foi finalizada com uma benção do padre Ubiratan.

Funcionamento da Casa

A Casa de Apoio já começa a funcionar na próxima segunda-feira, dia 19 de março, e terá dois coordenadores: Lílian Cristina Gonzaga e Camilo Lellis da Silva. A cada semana, um deles permanecerá no imóvel para dar assistência às pessoas abrigadas. A Secretaria de Saúde será a responsável pela triagem, orientação, encaminhamento e transporte dos pacientes. Isso significa que quem estiver em tratamento na capital e precisar se hospedar no imóvel deverá procurar antes a Secretaria de Saúde. Já os acompanhantes dos pacientes que precisarem se abrigar na casa deverão entrar em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Humano, responsável pela manutenção e funcionamento dela.

A Casa de Apoio ao Formiguense em Tratamento fora do Domicílio Antônio Lima Fernandes (Tonho Cajuru) fica na Rua Engenho Novo, 70, no Bairro Pompeia, endereço de fácil acesso à área hospitalar em Belo Horizonte. Ela conta duas salas, dois banheiros, uma cozinha, uma varanda e cinco quartos, com 11 dormitórios. O secretário Jaderson Teixeira afirmou que o imóvel comporta 11 pessoas para dormir, mas durante o dia poderá receber muito mais formiguenses que precisarem de um momento de descanso, tomar um banho e se alimentar.

Implantada pela Lei Municipal de número 3.808, de 20 de abril de 2006, e restruturada pela Lei 5.165, de 24 de maio de 2017, a Casa de Apoio foi locada em dezembro passado e passou por reformas, recebendo rampa de acesso a cadeirantes, pintura e móveis novos.

Compartilhe

 
Prefeitura Municipal de Formiga