Fechar imagem

Notícias

Mais lidas

  • Prefeitura publica edital de patrocínio de associações para o Festival da Linguiça de 2018
  • Procon orienta sobre o que fazer ao constatar que produto comprado está estragado
  • Aulas na Rede Municipal começam na segunda
  • ‘Ensaio Aberto’ terá Jorge Bodeus no dia 1o de março
  • Prefeitura é parceira na criação de Escola de Tênis de Mesa
  • Prefeitura realiza 4.675 visitas em uma semana contra a Dengue

10/04/2017 19h28

Médicos e enfermeiros participam de capacitação sobre sífilis

Número de casos da doença tem crescido em Formiga; melhor remédio é a prevenção

Médicos e enfermeiros participam de capacitação sobre sífilis
O curso foi ministrado no auditório da Secretaria Municipal de Saúde

Os médicos e enfermeiros da rede municipal de saúde participaram do Curso de Capacitação em Sífilis, na manhã de hoje, dia 10. O curso foi ministrado pela enfermeira da Superintendência Regional de Saúde, Ana Carolina Moraes, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com estudos do setor de vigilância epidemiológica, o número de casos de sífilis tem crescido em Formiga nos últimos meses. Por isso, a importância da realização do curso para os profissionais formiguenses.

“Devido à possível epidemia da doença, foram feitas mudanças procurando a evolução do tratamento e da prevenção da sífilis no protocolo da Superintendência. Agora, estamos passando isso para os profissionais de Formiga visando um alinhamento entre as UBS´s da cidade”, comentou Ana Camila.

A doença

A sífilis é uma Doença Sexualmente Transmissível (DST) silenciosa e requer cuidados. Após a infecção inicial, a bactéria pode permanecer no corpo da pessoa por décadas para só depois manifestar-se novamente. A sífilis também pode ser congênita, sendo passada de mãe para filho durante a gravidez ou parto.

Os primeiros sinais da doença surgem cerca de duas a três semanas após o contágio, com o aparecimento de feridas indolores no local da infecção. A segunda fase da doença pode vir acompanhada de dores musculares, febre, dor de garganta e dificuldade para engolir.

Ao perceber os sintomas, a pessoa deve procurar um médico especialista. O tratamento da doença geralmente é feito à base de penicilina e, uma vez curada, a sífilis não pode reaparecer (a não ser em caso de um novo contato com um parceiro contaminado).

O melhor remédio é a prevenção. Faça o uso de preservativos.

Compartilhe

 
Prefeitura Municipal de Formiga